3 dicas para tornar seu condomínio mais seguro

A pesquisa “What worries the world” de 2021, realizada pelo Instituto Ipsos, revelou que o crime e a violência são as principais preocupações de brasileiros. O estudo ainda mostrou que um em cada quatro países enfrentam esse problema. No Brasil, 26% da população tem medo de crime e violência.

São Paulo é o estado mais populoso do Brasil. Ele registrou um aumento na quantidade de roubos a residências no primeiro trimestre de 2021, de acordo com um relatório da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado de São Paulo.

Nem morar em um condomínio fechado é uma situação em que os moradores estão 100% seguros. Há quadrilhas e ladrões especializados em roubos de apartamentos.

Um condomínio deve zelar pela segurança dos moradores. A responsabilidade é de todos, não apenas dos colaboradores, do zelador ou do síndico. Por isso, aprenda 3 dicas de como tornar seu condomínio mais seguro.

  • Acesso ao condomínio

O acesso ao condomínio deve ser apenas para os moradores, com exceção apenas de visitas cadastradas e avisadas na portaria. É responsabilidade de todos o cuidado na hora de abrir e fechar os portões, seja a garagem ou a entrada principal. Você deve fechar os portões corretamente e não deixar que ninguém entre, mesmo que a pessoa avise que é um morador ou uma visita. Isso é tarefa dos porteiros.

Outra tarefa dos porteiros é ficarem atentos às pessoas que transitam nas gaiolas, evitando a entrada de estranhos por efeito carona.

  • Equipamentos de segurança e colaboradores treinados

É função do síndico treinar os porteiros, além dos seguranças e o zelador, para evitar falhas e riscos na segurança do condomínio. Além disso, é fundamental investir na instalação de câmeras de segurança, sensores de presença, circuito fechado de televisão, sistemas de vigilância com alarme e aceleradores de portões automáticos para propiciar mais segurança aos moradores e colaboradores.

A participação ativa em reuniões do condomínio é responsabilidade de todos os moradores, para definir em conjunto as melhorias para aumentar a segurança no condomínio.

  • Tenha um comitê de segurança

Os grupos de WhatsApp ajudam a atualizar os moradores sobre ocorrências no condomínio. Um comitê de segurança tem como intuito educar e conscientizar os moradores sobre seus deveres e obrigações para manter a segurança do local. Outras possibilidades são workshops, reuniões e encontros para debater o assunto e desenvolver mais práticas para seguir com uma convivência mais harmônica e segura no condomínio.

 Conclusão

A segurança de um condomínio não é responsabilidade apenas dos funcionários que trabalham nele, como o zelador, o porteiro e o síndico. Cada morador precisa fazer sua parte, principalmente na hora de entrada e saída do local, além de participar das reuniões e outros eventos para discutir a segurança do condomínio.

Portanto, não seja ausente. Participe das reuniões sempre que possível, expresse sua opinião e fique atento na hora de sair da garagem ou pelo portão principal do prédio. Isso pode ser a chance de ladrões entrarem no condomínio de forma fácil. Essa recomendação é para todos os moradores, até para travestis SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *