Caixa muda juros sobre financiamentos imobiliários

Alta na Selic e na inflação do ano passado reflete no aumento dos juros nos financiamentos

Com a inflação e a taxa Selic em alta em 2021, a Caixa Econômica Federal, principal banco de financiamentos imobiliários do país, anunciou o aumento dos juros do financiamento para 2022. Para quem quer financiar um imóvel, esse é o momento de avaliar as melhores oportunidades para realizar o sonho da casa própria. 

Segundo a Caixa, as taxas de juros em financiamentos do modelo SBPE, que usa recursos da poupança, foram reajustados em 23 de novembro de 2020. E em fevereiro deste ano, o banco também anunciou que há uma adequação às condições aplicadas para diminuir taxas cobradas para clientes fidelizados à empresa. 

Seguindo a mesma linha, os demais bancos que oferecem linhas de financiamento imobiliário também elevaram as taxas de juros em até 1% nos últimos meses. E com o novo aumento da Selic, que foi fixada pelo Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) em 10,75% ao ano, há uma expectativa de novos aumentos. 

Caixa aumenta juros em todas as linhas de financiamento imobiliário 

A Caixa Econômica Federal fez ajustes nas taxas de juros de todas as suas linhas de financiamento imobiliário, confira as mudanças abaixo:

  • Linha tradicional (indexada à taxa referencial): juros a partir de 8% ao ano + TR no SFH (Sistema Financeiro Habitacional) e no SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário). 
  • Linha IPCA (atrelada à inflação) a partir de 3,95% ao ano + IPCA no SFH e no SFI. 
  • Linha Fixa: a partir de 9,75% ao ano no SFH e no SFI. 
  • Linha Poupança: juros seguem a 8,99% ao ano desde novembro de 2021 e deve haver adequações de acordo com o relacionamento do cliente com o banco, o que deve favorecer clientes antigos. 

Numa comparação feita pelo Portal G1, é possível notar o aumento dos juros no fim do ano passado. No comparativo, os juros da linha tradicional da Caixa até novembro eram de 7,25% mais a TR (taxa referencial) e passaram a variar entre 8% e 8,99% ao ano em 2022. 

Já os juros da linha fixa passaram de 9,5% ao ano para 9,75% ao ano após novembro de 2021. Todas as linhas de crédito da Caixa estão limitadas ao percentual de 80% do valor do imóvel. 

Mesmo com os aumentos, o banco defende a necessidade dos reajustes e afirma que continuará tendo as melhores taxas de juros para financiamento imobiliário do mercado. 

Caixa prevê alta de 10% no crédito imobiliário em 2022 

Em declaração a jornalistas, o presidente executivo da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, ressaltou que o banco espera um crescimento de 10% na concessão de crédito imobiliário, fechando o ano superando a marca de R$ 150 bilhões em concessão de crédito. 

Para Guimarães, também há a previsão de desaceleração do mercado de crédito imobiliário na comparação com 2021.Isso, segundo o executivo, se deve ao ciclo de alta da taxa Selic e da inflação do país. 

Os últimos dados divulgados pelo banco apontam que a Caixa tinha um estoque de financiamentos de R$ 542 bilhões em setembro de 2020, uma alta de 8,7% em um ano. Como maior financiadora de imóveis do país, a Caixa possui cerca de 70% de participação nesse mercado. 

Expectativa de alta da Selic não afeta planos de crédito imobiliário da Caixa 

Há uma expectativa de que a taxa Selic ultrapasse a casa dos 11% ao ano ainda neste semestre. Atualmente fixada em 10,75% ao ano, a taxa que regula os juros da economia brasileira não deve afetar os planos de crédito imobiliário da Caixa. 

Guimarães ressalta que a Caixa oferece taxas de juros mais baixas que os concorrentes e que possui linhas de crédito como a SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), que utiliza recursos da poupança e não sofre um grande impacto da inflação. 

Com isso, os juros podem seguir aumentando ao longo de 2022 caso a taxa Selic e a inflação sigam subindo. Por isso, é muito importante que o consumidor fique ligado, principalmente nas novidades da Caixa, banco que é um termômetro para os números do financiamento imobiliário do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *